quarta-feira, 23 de maio de 2012

FAITH NO MORE


Ilustração de Luciano Irrthum
Faith No More, a grande revelação do Rock in Rio II encerrou sua turnê Sulamericana em Porto Alegre no dia 27 de setembro (1991). O show prometia muito, pois a banda goza de um carisma enorme, tanto junto aos ouvintes de FM’s quanto junto ao pessoal do rock pesado, afinal eles conseguiram unir bem o peso do metal com o pop das FM’s.

A abertura ficou por conta da banda Maggie’s Dream, que tem como vocalista o ex-Menudo Robbie. Não é pela presença do Menudo, mas a banda não me empolgou nem um pouco, embora o baterista fosse muito bom. O público então, não perdoou, foi vaia em cima de vaia e uma chuva de papel atirado ao palco. Mesmo assim o cara não se intimidou e tocou quase uma hora. Após a abertura veio uma demora na entrada do FNM, ocasionado pela retirada do equipamento da Maggie’s Dream e a montagem do palco para o FNM. Mas valeu a pena, pois quando o FNM subiu ao palco o delírio tomou conta do público e ninguém mais se importou com a demora.

O FNM é realmente uma boa banda, e no palco, são melhores ainda. Mike Patton é um endiabrado, pula de um lado para o outro, faz caretas, bate cabeça, pirado total e ainda estava vestido ao melhor estilo sambista, com um terno de linho branco e camisa vermelha, é mole! Mas o que surpreendeu mesmo foi Jim Martin e Bill Gould, vestidos com trajes típicos gaúchos, bombachas, botas e até lenço no pescoço. Uma cena no mínimo hilária. De toda a banda, Mike Patton (vocal), Mike Bordim (bateria), Rodd Bottum (teclados), Jim Matim (guitarra) e Bill Gould (baixo), o que mais me surpreendeu foi mesmo o último, um excelente baixista, no seu estilo é claro. O show teve seu ponto alto do meio para o final, quando começaram a detonar músicas como “Surprise You’re Dead” “Epic” – que infelizmente não ficou muito bem executada, e o bis que veio com a versão de “War Pigs” do Black Sabbath.

Texto: Denilson Rosa dos Reis
Ilustração: Luciano Irrthum (MG)

2 comentários:

  1. Gostaria muito de ter visto este show, faith no moore foi umas das coisas mais originais dos anos 90. Esses caras são os criadores do nu metal. Sem Mike Patton e sua gangue bandas como: Deftones, Korn, P.O.D., Machine Head, Slipknot e System Of a Down jamais existiriam. Valeu denilson!!!

    ResponderExcluir
  2. Pena que a banda já fechou suas portas

    ResponderExcluir