domingo, 26 de agosto de 2012

IAN GILLAN

Ilustração de Sandro Andrade

Mais um dinossauro do rock desembarcou em Porto Alegre para alegria de autênticos roqueiros sedentos de um bom rock’n’roll. Ian Gillan, a voz do Deep Purple fez show no Auditório Araújo Vianna no dia 9 de maio de 1992 em lançamento de seu mais recente álbum “Toolbox”. Este é o 7º da carreira solo de Gillan, mas nada se compra a sua colaboração com o Deep Purple e até mesmo com o álbum que gravou nos anos 1970 com o Black Sabbath. Ano passado teve o Purple sem Gillan e sentiu-se a sua falta. Este ano tem o Gillan sem o Purple e sentiu-se falta deles. Mas vamos ao show.

Com meia hora de atraso começou o show que estava previsto para as 21h. Gillan subiu ao palco com cabelos soltos dançando e batendo palmas, o público vibra ao ver seu ídolo de perto. As músicas deste seu álbum “Toolbox” não são conhecidas do público, mas o pessoal aplaude a cada final de música. Mas quando Gillan chama “Black Night” à coisa é diferente e o pessoal canta junto, num clima emocionante. Gillan conduz o show exatamente como manda o figurino, solta seus famosos agudos e gemidos, toca harmônica, e, pasmem, faz um solo em uma tumbadora.

Enquanto isso a banda vai fazendo seu papel. O baterista Leonard Haze fica na sua; o guitarrista Dean Howard infelizmente deixa a desejar; o baixista Brett Bloomfield é um monstro, um excelente músico, o cara literalmente rouba o show de Gillan, fica o tempo todo batendo cabeça e fazendo caretas para o público. O show foi bom, isto se levando em consideração que era Ian Gillan que estava lá no palco. O final, a exemplo do show do Deep Purple foi com “Smock On The Water” e o público delirou.

Texto: Denilson Rosa dos Reis
Ilustração: Sandro Andrade (RS)

Nenhum comentário:

Postar um comentário