domingo, 11 de dezembro de 2011

MOTORHEAD


Ilustração: Henry Jaepelt

Heavy metal. Música pesada. Dentro desta linha pesada da música existem várias divisões. Há um heavy progressivo tipo Led Zeppelin, há o heavy anos 70 tipo Black Sabbath, há o heavy anos 80 tipo Iron Maiden, tem o speed metal e dead metal e assim vai. Quando assisti ao Motorhead não curtia  muito heavy, a não ser o dos anos 70 ou algo mais progressivo.

Dia 17 de março de 1989, era novamente o palco do Gigantinho e o que pintava desta vez era um show de heavy. Cerca de 3 mil pessoas ou metaleiros compareceram ao show. Pouco? Claro! Mas foi o suficiente, pois do que adianta ir 15 mil, mas todos sem consciência do que é o heavy, por isso que digo que foi suficiente aqueles malucos que ao entrar davam cambalhotas, se arrastavam no chão, pulavam, se abraçavam, gritavam: “entrei nesta merda!” e principalmente balançavam a cabeça agitando com um som mecânico.

Após meia hora do show de abertura os ilustres da noite, o Motorhead, exatamente às 22h30 sobe ao palco pronto para balançar as estruturas do Gigantinho. O Motorhead é considerado uma das bandas mais barulhentas do heavy e realmente estavam dispostos a provar isto para o público gaúcho. “Boa noite Porto Alegre” e muitos outros gestos para animar os metaleiros fazia Lemmy, vocalista e baixista da banda. Eles começaram fazendo um heavy mais pesado, mas com o decorrer do show ia pintando músicas menos barulhentas, mas sempre pesada. Mas é isso aí pessoal, Motorhead veio para provar que tem muito metaleiro por aqui, louco para agitar e balançar a cabeça.

Texto: Denilson Rosa dos Reis
Ilustração: Henry Jaepelt (SC)

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Eu fui nesse show... mas acho q não foi 17/3 (sexta-feira)... tenho certeza q foi dia de semana (seg-sex) pq eu tive aula... pesquisando achei a data de 15/3 (quarta)... http://www.concerts-db.com/index.php?list=tours&choice=4415
    o q até explica o público reduzido (lembro q li na ZH q foram 2 mil e 500 pessoas)... mas tua descrição tá ótima, muito espaço vazio... o show foi essa doideira mesmo... naqueles tempos o Motorhead era uma banda meio marginal... tocava quase nada na velha rádio Ipanema FM e Felusp... era raro um show bom por aqui (e ainda é) então não dava pra perder... mas eu só conhecia Aces of Spades... conhecia bem Rush, Deep Purple, Pink Floyd e Genesis... eu tinha 15 anos de idade... Dias depois do show do Motorhead passou o vídeo 'A Show of Hands' do Rush no telão do Porto de Elis (talvez abril/89)... Outros shows clássicos daqueles tempos no Gigantinho foi o Deep Purple em 1991 e Black Sabbath e Iron Maiden em 1992...

    ResponderExcluir
  3. Marcos, vou ver melhor a data no ticket do show, mas posso ter me equivocado na digitação, na época, datilografado, hehehe... Os shows que comentou também resenhei aqui no blog.

    ResponderExcluir
  4. Eu fui tambem nesse show e acho que era dis de semana mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Eu fui tambem nesse show e acho que era dis de semana mesmo.

    ResponderExcluir
  6. tu diz q o show foi 17/3. eu digo q foi 15/3. outros q foi 16/3. pra ter certeza basta olhar nos arquivos da ZH, q publicou uma matéria pós-show: https://www.facebook.com/livrorockpesadogaucho/photos/a.350778061678580.81512.349740331782353/935364419886605/?type=3&theater

    ResponderExcluir